Um terço das compras no Dia dos Pais será feito pela internet, indica CNDL/SPC

(Dia dos pais / Calendarr)

O e-commerce será o meio escolhido por 33% dos consumidores na hora de comprar um presente para o Dia dos Pais, segundo levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Se considerada a margem de erro, as lojas virtuais empatam tecnicamente com os shopping centers na preferência do consumidor – 37% deles irão até um shopping comprar uma lembrança.

Completam o ranking as lojas de departamento (20%) e os shoppings populares (14%). Para a escolha do local de compra dos presentes, 53% levam em consideração a atratividade do preço, 42% a qualidade dos produtos e 38% promoções e descontos, especialmente a parcela feminina de entrevistados (43%).

Neste ano, os itens mais procurados para agradar os pais devem ser as roupas. Em seguida aparecem os perfumes e cosméticos, calçados e acessórios, como cintos, carteiras, relógios e meias.  Haverá ainda procura por ferramentas, artigos esportivos e smartphones.

Pesquisa

De acordo com o levantamento, oito em cada dez (80%) compradores afirmam que buscarão melhores ofertas antes de concretizar a compra do Dia dos Pais, sendo que em 82% desses casos a internet será a principal aliada na busca por melhores opções, seguida dos shopping centers (47%).

No geral, a maioria (60%) dos entrevistados avalia que os preços dos presentes estão mais caros em relação ao ano passado. Outros 34% acreditam que não houve variação de preços e apenas 6% acham que ele diminuiu.

Outra estratégia para não deixar o presente pesar no bolso será dividir o valor da compra com algum familiar. Do total de entrevistado, 8% vão adotar essa opção, sendo que em 40% dos casos os custos serão compartilhados com o cônjuge, em 31% das vezes com os irmãos e 17% com a mãe.

Pagamento

Com relação à forma de pagamento, a maioria dos entrevistados mostra preferência pelo pagamento à vista, seja em dinheiro ou cartão de débito.

O pagamento via cartão de crédito, seja em parcela única ou mais de uma parcela, será escolha de 16% e 25% dos consumidores, respectivamente. Entre aqueles vão dividir o pagamento, a média será de quatro prestações. Isso significa, que muitos dos que vão agradar os pais nesta data, só terminarão de quitar as prestações perto do Natal.

Ao todo, a expectativa é de que quase 93 milhões de pessoas façam alguma compra no período, o que deve movimentar uma cifra aproximada de R$ 13,9 bilhões nos setores do comércio e serviços.

Fonte: www.ecommercebrasil.com.br

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *