Idade média de consumidores de lojas online é de 42 anos

(Fonte: Rede ) Compra online

A idade média dos consumidores de lojas online é de 42,2 anos. O dado foi divulgado na noite desta quinta-feira (8) pelo relatório Webshoppers, da Ebit.

O diretor-executivo da Ebit, André Dias, explica que esta é a idade média, porque são os responsáveis pela maior movimentação financeira no comércio eletrônico.

— Esse é o público que tem poder aquisitivo um pouco maior, tem um emprego com uma renda superior e compram produtos de valor agregado maior.

Dias complementa que o público jovem também faz compras online, mas com valor agregado menor. Segundo o relatório, os consumidores de até 24 anos representam 9%. A faixa etária entre 25 e 34 anos é de 24%.

Os compradores que têm entre 35 e 49 anos representam 37% do total, enquanto os com mais de 49 anos são 30%.

A renda familiar média dos consumidores de lojas online é de R$ 6.557. A maior parte das compras são realizadas por pessoas da classe C (36,3%). Em seguida aparece a classe D (30,4%), E (15%), B (13,3%) e A (5,5%).

Aumento do número de consumidores

Em 2017, 55,15 milhões de pessoas fizeram ao menos uma compra online. O resultado representa um aumento de 15% no número de consumidores em comparção com 2016 (47,93 milhões).

O número de pedidos ao longo do ano também cresceu em 2017. Foram 111,2 milhões de pedidos expedidos em 2017, quantia 5% maior do que em 2016, quando houve 106,3 milhões de pedidos no comércio eletrônico.

A pesquisa indica que a expectativa para 2018 é que o comércio eletrônico tenha um crescimento de 12% no faturamento, passando de R$ 47,7 milhões em 2017 para R$ 53,5 milhões em 2018.

Para Dias, os números positivos são impulsionados pelo aumento dos dispositivos móveis no país, a possibilidade de comprar produtos que não existem em lojas físicas da região e os preços baixos. A retomada da economia também é um ponto a ser considerado.

Durante o ano, há uma diferença entre o primeiro e segundo semestre que aumentam as vendas no comércio eletrônico. Dias explica que o segundo tende a ter resultados mais expressivos.

— Sempre o segundo semestre é melhor, por causa da Black Friday, Natal, décimo terceiro. É quando as pessoas compram produtos de valores mais altos. No primeiro semestre as datas mais fortes são o Dia das Mães e o dia do consumidor.

Metodologia da pesquisa

A Ebit monitora empresas de bens de consumo por meio de um sistema de coleta de dados diretamente com o comprador online. A pesquisa foi realizada considerando as empresas que priorizam a venda de produtos novos, excluindo sites de produtos usados. Este recorte é feito para que não haja distorções nos resultados do relatório.

Fonte: noticias.r7.com

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *